quarta-feira, 13 de maio de 2015

O que fazer em Santiago - Roteiro de 5 dias

O Chile se transformou em um dos destinos mais procurados pelos Brasileiros, principalmente por ter a mais moderna estação de Ski da América do Sul.

Ficamos 5 dias no país e aproveitamos para conhecer as cidade de Santiago e o Valle Nevadohttp://www.despachandoasmalas.com.br/2015/07/como-chegar-ao-valle-nevado.html, Viña del Mare Valparaíso. Foram dias maravilhosos, cheios de novas paisagens, aprendizados e uma culinária impecável!

Se quiser encontrar neve, sugiro que faça a viagem entre o final de Julho e o início de Setembro, nesses meses, a neve é garantida.



1º dia - Santiago

Aproveitamos o primeiro dia para explorar a cidade de Santiago e visitar seus principais pontos turísticos.

Começamos pelo Cerro San Cristóbal - Onde se tem a vista mais bonita para a parte moderna de Santiago (com as montanhas ao fundo). Para ter acesso, é necessário utilizar um funicular que funciona de 3ª a domingo das 10h às 20h e 2ª das 13h às 20h.

Na descida passamos por La Chascona, uma das três casas-museu do famoso poeta chileno Pablo Neruda. É importante fazer reserva, acabamos não visitando a casa, pois não a havíamos feito (Para reservar mandar um e-mail para: tiendalachascona@fundacionneruda.org).
Metrô: Baquedano, linha 1-vermelha ou 5-verde. Parada Turistik:Parque Metropolitano

Decidimos almoçar no Mercado Central localizado no centro antigo, se não puder passar no horário do almoço, visite o local mesmo assim. Os frutos do mar são incríveis, mas não espere pagar barato pela centolla (caranguejo chileno gigante), na verdade acabou saindo mais caro do que imaginávamos, cerca de R$ 250,00 o prato para dividir. O valor é salgado, mas se puder experimentar recomendo afinal algumas coisas fazemos apenas uma vez na vida.
Abre de segunda a domingo. Metrô: Puente Cal y Canto, linha 2-amarela. Parada Turistik: Mercado Central.




Do Mercado dá para ir a pé até o coração da Cidade Velha, passar pela Plaza de Armas, onde poderá ver a Catedral Metropolitana e o Museu Histórico Nacional (o museu abre de 3ª a domingo das 10h às 17h30). Seguimos para o famoso Palacio de la Moneda, sede da presidência chilena, que foi bombardeado em 1973 pelas forças golpistas de Pinochet. 

Nessa praça poderá ver a estátua do presidente deposto Salvador Allende, ao lado do palácio em que se suicidou, e ainda a troca da guarda que acontece dia sim, dia não, às 10h da manhã. Se fizer questão de ver, a troca acontece nos dias pares nos meses de janeiro, abril, maio, agosto, novembro e dezembro; e nos dias ímpares nos meses de fevereiro, março, junho, julho, setembro e outubro.









À noite aproveitamos para conhecer o Patio Bellavista, uma espécie de shopping ao ar livre cheio de lojas, bares e restaurantes.




2º dia – Viña del Mar e Valparaíso

Tiramos o dia para fazer o passeio de bate e volta para Viña del Mar e Valparaíso. Compramos o passeio no mercado de Santiago e passamos um dia inteiro nas cidades.






Voltamos para Santiago, e jantamos no famoso restaurante Como Água para Chocolate. Vale a visita! O Lugar é lindo e os pratos deliciosos, se conseguir, faça reservas com antecedência.

Se procura por uma noite mais agitada, vá para a Avenida Suecia, em Providencia, um discotecódromo que ferve nas noites de sexta e sábado. Metrô: Los Leones, linha 1-vermelha.



3º dia - Vale Nevado

Como fizemos a viagem no mês de Agosto, tiramos o dia para conhecer o Valle Nevadohttp://www.despachandoasmalas.com.br/2015/07/como-chegar-ao-valle-nevado.html, uma das melhores estações de ski da América.






4º dia – Concha y Toro e Centro moderno

Optamos por ir de metrô, pegamos a linha 4-azul até a estação Las Mercedes; e de lá poderá optar por pegar um ônibus MB 72 ou um táxi (10 minutos). Conte em levar 1h30 de transporte público.

A Vinícola é linda! Conhecemos todo o processo de produção, entendemos o motivo do nome do vinho “Casillero del Diablo”, degustamos alguns vinhos notando a diferença entre as uvas, além de estar em uma casa maravilhosa e com um ótimo restaurante.

Após o almoço saímos da vinícola e fomos passear pela zona moderna da cidade e conhecer o famoso shopping Parque Arauco e a Av. Alonso Córdova (a “Oscar Freire” de Santiago).


      





Santiago é um ótimo lugar para comprar roupas a preços mais em conta que no Brasil, as melhores regiões comerciais são:

- Providencia: o bairro comercial classe média por excelência. Vasculhe a Av. Providencia entre as estações Pedro de Valdivia e Los Leonoes do metrô (linha 1-vermelha).

- Las Condes: Onde estão os maiores shoppings da cidade. O Parque Arauco e o Alto Las Condes, eles oferecem transporte gratuito para alguns hotéis, confira com o seu se ele está na lista. Na extremidade do bairro, poderá encontrar também o Mall Sport, especializado em artigos esportivos (e onde há um pequeno parque de diversões radicais indoor, com piscina com ondas para surf, tirolesa e muro de escalada).

- Alonso de Córdova: A Oscar Freire de Santiago, onde estão as maiores grifes internacionais.

- Outlet: o Boaventura Premium fica em Quilicura, no arrabalde da capital. Para chegar, vá pelo metrô até a estação Vespucio Norte (linha 2-amarela) e lá tome um táxi. Abre de 2ª a sábado das 10h às 20h e domingo das 11h às 19h.



5º dia

Como nosso voo era no período da tarde, aproveitamos a manhã para conhecer a Av. Isadora Goyenechea (a “Av. Paulista” de Santiago), passeamos pelas ruas, tomamos um café e desfrutamos nossos últimos momentos nessa cidade de Santiago.

Infelizmente chegou nosso momento de partir e despachamos as malas rumo a São Paulo. Há muitas outras coisas para se conhecer no Chile, com certeza não faltará oportunidade para uma próxima viagem.

Se já esteve no Chile e tem mais dicas para passar, comente esse post e compartilhe suas experiências!
Nenhum comentário:

Postar um comentário