terça-feira, 19 de maio de 2015

O que fazer em Paris - Roteiro de 5 dias

Quem nunca desejou conhecer Paris?

A cidade luz, virou referência de romantismo desde sempre, mas mais do que isso, Paris é sinônimo de cultura, história e civilização.
A famosa Torre Eiffel é referência mundial e um dos pontos turísticos mais visitados do mundo.




Se pretende ir a Paris, sugiro que fique pelo menos uns 5 ou 6 dias. Geralmente quando viajamos pela Europa raramente está em nossos planos ficar tantos dias em determinada cidade, mas Paris, sem dúvida, merece essa atenção especial!

Já fui algumas vezes para a cidade, a última vez fiquei apenas 3 dias e mesmo depois de ter conhecido bem Paris fui embora com gostinho de quero mais....rs
Temos a sensação de que algumas cidades poderíamos visitar todo ano, minha relação com Paris é exatamente essa, pena que hoje não é possível.

Como Paris é muito grande, nesse post coloquei algumas dicas do que você pode fazer na cidade considerando uma estadia de 5 dias, se puder deixe um dia livre para simplesmente se perder pelas ruas da encantadora cidade luz.

Outro ponto importante, Paris não é uma cidade para andar de carro, o gostoso é caminhar pelas ruas, e prepare-se pois serão dias intensos de caminhada.


Dia 1

Acabou de chegar em Paris e não sabe por onde começar?
Não tenha dúvidas, vá direto para a Champs Elyses e passeie pela avenida.
Curta as lojas, as pessoas bem vestidas, o clima, a beleza do Arco do Triunfo, sente-se em um dos diversos cafés da avenida para começar a se apaixonar pela cidade.



Arco do Triunfo

Caminhe por toda Champs Elyses, comece pelo Arco do triunfo e desça até o Louvre. A caminhada é longa! Mas passeie sem pressa...
Você está em uma das regiões mais Glamorosas da cidade, então mesmo que não compre nada como eu, entre na Louis Vitton, passe na frente do hotel George V, se envolva...
Quando menos esperar estará na bela Place de la Concorde e em seguida no Jardim dês Tuleries, na frente do museu mais comentado do mundo, o Louvre.


Louvre

Não sou a maior fã de museus que existe, mas o Louvre é parada obrigatória. Se você realmente gostar de museus tire o resto do dia para conhecer seus corredores, garanto que mesmo com a tarde inteira sairá sem conhecer boa parte do museu. Como sou bem objetiva, dei uma caminhada no museu com 2 focos principais, ver a Monalisa e a Vênus de Milo.

Aproveite o final da tarde e vá até a igreja de Notre Dame. Os pontos são relativamente próximos, do Arco do Truinfo, passando pelo Louvre e finalizando na Catedral de Notre Dame, você percorrerá cerca de 5 km. É viável, vai?


Catedral Notre Dame


A noite, vá jantar no charmoso bairro de Saint Michel, lembrando que jantar para os franceses é às 19h, se estiver pensando em comer às 22h desista, não encontrará nada aberto.
Saint Michel é ao lado da Notre Dame, se perca nas ruas, cruze as pontes do Senna, e desfrute Paris!





Dia 2

Dia de conhecer a Torre Eiffel.
Sugiro que desça na estação Trocadero e já aproveite para conhecer a bela construção e ter a melhor vista da torre.

Vá caminhando e provavelmente serás abordados por uma série de vendedores cheios dos clássicos chaveirinhos do local. Atravesse o Rio Senna e estarás embaixo de um dos pontos turísticos mais visitados do mundo.
Pegue a enorme fila para comprar seu ingresso e suba! Você precisa subir na Torre Eiffel! Quem tem menos de 24 anos paga um preço mais barato!



Após ver a enorme Paris de cima, vá caminhando pelas margens do Rio Senna e chegue a um dos meus museus preferidos, o D’orsay. Sugiro que entre, pois poderás admirar obras de alguns dos pintores mais famosos do mundo como Van Gogh e Monet. Se preferir já compre o ticket promocional que inclui o museu do Rodin, nossa próxima parada.




Siga para o Museu do Rodin, em minha opinião é o mais charmosos de Paris, é pequeno e possui um belo jardim onde poderás conhecer a famosa obra de O Pensador. Esse museu é de esculturas e por ser menor você o conhece em pouco tempo.



               



Saindo do museu, passe em uma das deliciosas boulangeries que encontrarás pelo caminho, compre um panini de queijo brie, uma garrafa de vinho e faça um pic nic na frente da Torre Eiffel para curtir o entardecer e ver a torre se iluminar. Vale a pena!




Dia 3

Como já indicado em outros posts o Free Tour da empresa Sandemans está presente sempre que possível. Como a empresa também realiza esses tours em Paris, não poderia deixar de recomendá-los!

Para quem não conhece, a Sandemans é uma empresa que te leva a conhecer os principais pontos turísticos de algumas cidades e não te cobra nada por isso. No final do passeio você dá ao guia o valor que acreditar ser justo. É uma forma dos guias estarem sempre se esforçando para oferecerem aos turistas o melhor passeio possível. 




Comece o dia fazendo o free tour pela cidade e conhecendo um pouco sobre a história da Revolução Francesa no palco principal de todos os acontecimentos. O tour sai da Praça Saint Michel às 10hs, 11hs e às 13hs. Sugiro o das 10hs para que tenha o resto do dia para conhecer outros locais.

Após o tour aproveite para caminhar pela famosa Rue Du Rivoli.  De lá, e siga para uma das zonas mais boêmias de Paris, Montmartre. Em 1860, o bairro foi ligado à cidade e transformou-se num ponto de encontro importante de artistas e intelectuais, ficou famoso por sua animada vida noturna. Modelos, bailarinas e pintores como Degas, Cézanne, Monet, Van Gogh, Renoir e Toulouse-Lautrecfrequentavam o lugar.


Hoje, as suas ruas ainda se animam com artistas, turistas e vendedores ambulantes. No ponto mais alto da colina, situa-se a famosa Sacré Coeur. Nessa região também foi filmado o filme de Amélie Poulain.




Para chegar à colina, desça nas estações Anvers ou Abbesses e depois pegue o Funiculare ou suba as escadas para a Sacré Coeur. O melhor desse bairro é conhece-lo a pé, pegue o metrô apenas para chegar até ele ou quando for embora,  o resto do percurso tente fazer caminhando.

Depois de visitar a Sacré Coeur, aproveite o visual da cidade que se tem das escadarias. Depois, desça as em direção a Rue de Steinkerque e aproveite passear em meio às diversas lojas de souvenirs e a deliciosas boulageries.

Vire à direita e dê uma passada na “I love you wall”, considerada já uma atração turística. É uma parede onde está escrito “eu te amo” em todas as línguas. A parede está localizada na Place des Abbesses e de lá, siga para o famoso cabaré de Moulin Rouge.







Dia 4
Vamos sair um pouco de Paris e conhecer os arredores?
Hoje é dia de conhecer o Palácio de Versailles!
Versalhes fica a apenas 20 km de Paris e há 30 anos é considerada Patrimônio Mundial da Humanidade. O Palácio de Versalhes foi construído para isolar os reis da França da agitada Paris

Para evitar filas (principalmente no verão), tente chegar cedo. O palácio abre às 9h, portanto, programe-se para estar lá próximo a esse horário.
De Paris, pode-se ir de trem, desça na estação Gare Montparnasse e vá até a parada Versailles-chantiers. A viagem dura cerca de 40 minutos e da estação até o palácio são mais 10 minutos de caminhada. Caso já tenha comprado o passe Paris Museum, ele te dá direito a visitar o palácio, se não o ingresso chega a custar entre 15 e 25 euros, depende da época e dia da semana.
Quando fui, fiz a visita ao palácio e o passeio pelos jardins, sinceramente, não acho que vale a pena pagar 6 euros para conhecer o jardim dos fundos, o mais bonito é o que temos livre acesso logo atrás do castelo, simplesmente maravilhoso!


 A visita ao palácio é uma viagem no tempo, passamos pelo quarto de Maria Antonieta, alguns dos principais cômodos e a belíssima sala de espelhos! Vale a pena prestar atenção na história, é incrível!
















Dia 5

De volta a Paris, não poderíamos deixar de conhecer o tradicional Palácio e Jardim de Luxeburgo, não é como Versailles, mas a construção é maravilhosa. Hoje é onde se concentra o senado Francês.
Próximo ao palácio encontrará o Panthéon e sua incrível cúpula de ouro.




De lá, vá caminhe pelas ruas, cruze o Rio Senna sentido o museu Georges Pompidou, confesso que não entrei, mas vale a pena passar na frente para ver como esse museu é diferente de todos os outros que vimos em Paris. Com numa arquitetura mais moderna e instigante.

Após a pausa no museu, siga pela Rue du Rivoli sentido Place Vandome, admire a beleza de mais uma das belas praças de Paris e siga para a incrível Opéra, não cheguei a visitar internamente, mas as fotos que vi mostram como o lugar é incrível!



Da Opéra, termine o dia na bela Galeries Lafayette Haussmann, uma tentação principalmente para as mulheres!




Garanto que mesmo depois de tantos dias em paris, sairá da cidade com a sensação de que ainda tem muito para conhecer, outras praças, jardins, igrejas, bistrôs, museus e muito mais! A grande vantagem é que não nos sobrarão motivos para voltar para essa cidade maravilhosa.

Gosto de deixar um dia livre em Paris justamente para voltar onde mais gostou ou apenas me perder pelas ruas. Uma bela praça que não cabe no nosso roteiro é a Place dês Vosges. Se tiver tempo, vale a visita. Um passeio de barco pelo Senna também é uma das grandes atrações da cidade, se estiver em um casal sugiro um jantar no Batomuche, garanto que será uma lembrança eterna da cidade luz.

Paris também possui uma vida noturna agitada, desde bares escondidos em rua inimagináveis até baladas como as populares Le Queen (Champs Elysées) e Duplex.

Mais uma vez a nossa estadia na incrível capital da França chegou ao fim, mas dessa vez temos uma certeza, assim que conseguir, voltaremos a Paris.

Se já esteve em Paris e tem mais dicas para passar, comente esse post e compartilhe suas experiências!

Está viajando vários dias pela Europa? Sugiro fazer um roteiro entre 4 capitais, ParisLondresBerlim Amsterdam. Espero que se encante tanto quanto eu!
Nenhum comentário:

Postar um comentário